terça-feira, 11 de agosto de 2015

Há amores que são como ipês: lindos e efêmeros.


Nenhum comentário: