terça-feira, 31 de março de 2015

de dentro para fora. de fora para dentro.

O mundo me preenche de tal forma que chego a me emocionar
é de uma delicadeza avassaladora.
eu desejo o mundo, e me lanço em sua direção
quando percebo, ele já está em mim

O mundo me atrai e eu vou
quero do mundo as cores, os sabores e os sons
então eu percebo que esse sonho me mora
e eu que eu preciso caminhar, e arregaçar as mangas,
e correr de encontro ao mundo que também me quer

O mundo lá fora é lindo
e meus olhos, meu coração e minhas mãos sabem exatamente disso
Mas o mundo que me mora também está
e é dele que lançarei o meu trabalho,
que farei a minha poesia,
que ilustrarei os meus desejos,
que educarei os meus anseios,
e devolverei ao mundo de lá.

Entre ele e eu:
a minha coragem.

Um comentário:

Filha da Lua disse...

Voa andorinha,voa...